HistóriaHistoria Geral

Renascimento: resumo, características, renascimento cultural, comercial e urbano

Também fase do renascimento científico, do renascimento comercial e urbano

O Renascimento (ou Renascença) foi um movimento cultural, científico e artístico que aconteceu entre os séculos XIV e XVI, destacando-se na Itália, porém esse movimento se espalhou por toda a Europa.

Características do Renascimento

O que você precisa saber:

O Renascimento se inspirou na Antiguidade Clássica greco-romana (Classicismo), já que, segundo os renascentistas, a arte clássica da Antiguidade é muito mais bela e rica do que a arte medieval (período anterior).

Se diferenciou das características da Idade Média (Feudalismo, teocentrismo e domínio da Igreja Católica), baseando-se no racionalismo (poder da razão ao invés da fé, explicação científica para os fatos), no antropocentrismo (ao invés de Deus, o Homem passa a ser o centro do universo), o humanismo (valorização do homem; o homem é o protagonista decisivo da história da humanidade), o naturalismo científico (a compreensão dos fenômenos da natureza), o universalismo (o homem é capaz de ser mais universal e atingir todo o conhecimento; a razão é capaz de transcender todas as fronteiras do conhecimento), hedonismo (valorização do prazer), o individualismo e o experimentalismo.

Ou seja: houve uma grande valorização da figura do homem e da ciência. Tudo isso se refletia nas artes em geral (literatura, pintura, escultura, arquitetura, etc).

artes no renascimento

Os Mecenas

Os mecenas eram pessoas ricas e influentes que patrocinavam e investiam na produção artística, pois isso era uma maneira de terem reconhecimento e prestígio na sociedade.

Os burgueses (comerciantes) passaram a ter mais prestígio e alcançaram status de nobreza ao patrocinarem os artistas. Um dos mecenas mais famosos foi Lourenço de Médici (Itália).

Destaques do Renascimento

  • Leonardo Da Vinci (“Monalisa”, “A Última Ceia”);
  • Michelangelo (“Davi”, “Pietá”, “Capela Sistina”)
  • Botticelli (“O Nascimento de Vênus”);
  • Camões (“Os Lusíadas”);
  • Cervantes (“Dom Quixote”)
  • Shakespeare (“Romeu e Julieta”);
  • Maquiavel (“O Príncipe”).

Leitura sugerida

Referências bibliográficas

ROSA, Carlos Augusto de Proença. História da ciência. 2012. – Disponível em https://biblioteca.isced.ac.mz/bitstream/123456789/912/1/Historia%20da%20Ciencia.pdf

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo